Menduina

Sou a rosa mais perfumada do meu jardim.

Textos


MEU CANTO
Cantei o canto dos lamentos quase morri!
cantei um canto fúnebre louco
cantei o canto da traição,
o canto dos amores perdidos,
cantei a melancolia,
o canto dos solitários,
o canto dos abraços que tive,
cantei todos os cânticos possíveis,
um dia acordei sem cantar nada,
abri a janela do quarto e deparei-me,
com o sol mais reluzente já visto,
meu coração cantou, um novo cântico
ah! meu Deus, o sol voltou a brilhar,
aí cantei, e cantei, com alegria,
cantei o canto dos sonhos irreverentes
cantei dançando e sorrindo,
o sorriso dos acordes divinos,
me dei conta que viva estou posso cantar o amor
viver o presente, abraçar o mundo,
mesmo sem sair do lugar,
cantar o futuro bem próximo

 


 

Menduina
Enviado por Menduina em 18/02/2019


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras