Menduina

Sou a rosa mais perfumada do meu jardim.

Textos


EM BERÇO ESPLÊNDIDO
 
Não sei bem a hora, sei que sigo a vida
sinto palpitar no peito o amor que sinto
óh! vida cansada, ando de um lado a outro
sinto palpitar no peito, o amor que te tenho
como estrelas brilhantes no céu,
te olho, chamo por ti,
anseio que anoiteça pra descansar este corpo
já cansado em teu peito, sentir o afago!
tua a’lma singela como lírio acalentam
acolhendo minha cabeça, alisando
os grisalhos cabelos com carinhos,
a linha do tempo quase esgotando...
olho a côr das paredes, vejo malas vazias,
nossa cama, não é só para o amor!
agora ela é o estender do manto sagrado
o lugar que me acalentas sempre...
me afaga até que durma...
suor, sinto frio, uma mistura de delírios
tremores, tensões, um perfume de flores
refresca a mente cansada de tudo,
és tu meu companheiro destas horas
que trás rosas, bem-me-quer me beija
ao som de clarins e cantos antigas
que amena minhas lembranças de outrora
aquieto o peito no teu ,e durmo.
#######################
Interação do Poeta Olavo
O meu berço é a sua cama
que me acolhe com tanto amor
quando chego você me ama
com desejo vontade e ardor
OBRIGADA POETA OLAVO
###############

Menduina
Enviado por Menduina em 11/02/2019
Alterado em 18/02/2019


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras