Menduina

Sou a rosa mais perfumada do meu jardim.

Textos




 
Bendito és amor...
Que busca em mim o de mais sagrado,
De tão lindo este amor me leva
Deste jeito tão apaixonado nós dois,
 
Bendito esta alma que chora por mim,
Estremece quando me têm nos braços
Dos carinhos me leva ao céu!
Dos gemidos nossos...
 
Bendito estas horas que prazeres nos damos
O amor vive no peito, bem no meio...
Me torno poeta do sertão, nesta inspiração
Floresceu em nós gozos benditos,
 
Bendito seja, já agora, a paz opera,
O sol brilha mais ardente e belo por nós,
O mar aquieta-se respeitosamente
Em homenagem a este grande amor.

Bendito estas mãos que me tocam
A boca que beija a minha com amor!
Bendito teu peito que põe em cima do meu

Bendito és amor, que com amor faz amor
Bendito seja os ais nossos...
Bendito seja meu amor por estes olhos...

Menduina
Enviado por Menduina em 12/03/2014


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras