Menduina

Sou a rosa mais perfumada do meu jardim.

Áudios

QUANDO ME ACHEI
Data: 15/04/2010
Créditos:
POETISA MENDUINA
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Francisca Menduina - Direitos Autorais Registro nº 48693 *). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Nos percalços da vida, pensei
No amor que vivia, paralelo a
Nada !! Muito além da minha
Imaginação um dia descobri!!
Amor? é fazer amor!
Com loucura, pedir, a dar tudo
O sexo começa ao levantar, o
Parceiro além de tudo que
Envolve um casal, a mulher
Anseia ser tragada na cama
Como amante!
E como tal, ela deseja conhecer
Tudo que se faz entre quatro
Paredes, obsceno sim!
Quero tudo! Quero ser animal
Feroz, meu corpo seduzido e
Cavalgar em cima de ti, muito
Além! Utopia? Pode ser!!
Quero beijos chupados!
Gozos demorados!
Gemer de prazer, e ti ver assim!
Poeta sim? Mas esqueço disto
Te fazendo ir ao céu, ver as estrelas
E depois, beber o vinho jogado
Em ti e em mim!
Dou-me a ti tudo em mim!!!

Poetisa Menduina
Enviado por Menduina em 15/04/2010

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Francisca Menduina - Direitos Autorais Registro nº 48693 *). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras