Menduina

Sou a rosa mais perfumada do meu jardim.

Áudios



Alma de Minha Alma, sonho da minha vida,
Transpus barreiras, limites tristes
Da minha dura solidão, enfim te
Encontrei lindo, majestoso, no
Seu jeito de querer me amar e
Deixando que me tivesses assim
Contigo em mim, e amei!
Deixei-me levar pelos desejos
Da Natureza, subi aos céus nos
Controles dos teus anseios, e me dei
E nos perdemos no mundo amando;
E vivíamos o amor mais louco,
Profano como dois amantes assim
Apaixonados. Ah, que êxtase!
E nos envolvíamos na volúpia do sexo
Nós dois deitados coladinhos
No chão ao pé da montanha, a sós
Lá onde não tinha ninguém, só nós
E nossos desejos mais profundos
E fizemos o que um casal de amantes
Pode fazer, depois de mãos dadas
Sorrimos de nós mesmos e do mundo.


Enviado por Menduina em 18/02/2010




Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras