Menduina

Sou a rosa mais perfumada do meu jardim.

Áudios




Me perdi nos anseios dos desejos
Olho ao redor de mim te procuro
Em vão, meus olhos fecho na luta
Remoendo na solidão de não te ter
Te sinto dentro de mim, inebriar-me
Envolve-me nos amores oferecidos
A ti, toca-me, meu corpo anseia, vem
Meu clamor não tem fim, estou assim,
Olho a nuvem passando e te procuro
Na esperança desenfreada deste amor

Me diga quem sou

Não esqueça as juras de amor na cama
Me amaste, te dei tudo nada sou sem ti
Nossos corpos bailavam num ritmo
Na dança do amor sem pensar no mundo
E nada se perde nos momentos vividos
Assim sem pudor, te dou amor, vem!
Sou o perfume da rosa na tua vida
E tu, meu ar, minha luz, meu viver
Meu anoitecer, e amanhecer te quero

Me diga quem sou!!!


Enviado por Menduina em 06/02/2010




Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras