Menduina

Sou a rosa mais perfumada do meu jardim.

Meu Diário
19/12/2010 14h54
MEU NOME
Pode me chamar de sonhos e poesia
me chame de saudades sem fim,
me chame de noite sem luar, mas
também me chame de saudades
sem fim,
coração doido, sofrido,calado,
gritando teu nome,
MEU NOME É POESIA
poesia de sonhos não realizados,
de sonhos levados pela poeira,
meu nome pode ser,
amor com êxtase de sentimento
teus olhos, nos meus, nos faz
assim; mas não deixe de me
chamar meu amor, me chame
ainda que na letargia de outrora,
aqui agora, há qualquer hora,
e eu te amando, na poesia ou na
tristeza, meu nome pode ser teu
sonho mais lindo, os beijos dados
nossos abraços apertados, suados
Meu nome é: Viver te amando na
escuridão da noite,
ou com as estrelas brilhando,
a lua nos chamando, sou eu
meu nome é, o que tu sabes!
PERTO OU LONGE
NÃO DEIXE DE ME CHAMAR
EU SOU A SAUDADE ETERNA
MEU CORPO ANSEIA POR TI.

  MENDUIÑA


Publicado por Menduina em 19/12/2010 às 14h54
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Francisca Menduina - Direitos Autorais Registro nº 48693 *). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
23/08/2010 17h42
A ROSA
Sou a rosa que deixaste no chão
Sou tua loucura sem que saibas
Sou tua mais doce paixão amor
           SOU TUA
Sou aquela que nunca te esquece
Sou tua lágrima sentida de ciúmes
Sou tua obsessão sem limites, sim
            TE AMO
Sou o sangue que corre em tuas veias
Sou eu, aquela que te leva à loucura
Sou teu gozo mais sublime, e lindo
           TE QUERO
Sou o vinho que derramas em mim
Sou o brilho dos teus olhos na cama
Sou tua mais linda perdição na hora
            DO AMOR!
Sou  tua, e pra ti amor pelo dia dos
          Namorados só eu e tu!


Publicado por Menduina em 23/08/2010 às 17h42
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Francisca Menduina - Direitos Autorais Registro nº 48693 *). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
23/08/2010 17h40
PENSANDO EM TI
Hoje especialmente pensei em ti,
Pensei que te encontraria ansioso
A minha espera, ou então estivesse
Debaixo das arvores sentado, vi
Que não estavas!
PENSEI TANTO EM TI! CHOREI !!
Já cansada voltei e deitei-me, sim
E sonhei de olhos abertos! Sonhei!
Sonhei que tu eras real, sonhei com
Minhas fantasias! Entreabri meus
Lábios e senti tua linda boca na
Minha, estes teus lábios rosa, linda
Boca a tua! Fechei os olhos abri os
Braços deixei-me levar por esta
Loucura quase real, e te amei, amei,
Como louca de paixão suguei tua
Boca, e tu foste descendo as mãos
Pelo meu corpo todo
Nossos sexos excitados,
Roupa em nós já não tinha
E eu disse, me toma inteira
E tua boca passeou !!
Até onde devia
Depois do meu êxtase
Nós dois fizemos amor  estoteante
E gritamos juntos de praser!!


Publicado por Menduina em 23/08/2010 às 17h40
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Francisca Menduina - Direitos Autorais Registro nº 48693 *). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Site do Escritor criado por Recanto das Letras